A Rede de Intercâmbio de Sementes da Região Centro-Sul realizou nos dias 22 e 23 de setembro o seu segundo encontro, reunindo mais de 50 participantes de todo o território. Baixa Verde, no município de Saboeiro, foi a comunidade que acolheu o encontro.

Os principais objetivos que reuniram agricultoras e agricultores foram a avaliação de impactos, resultados e desafios da ação de defesa das sementes crioulas no território e a reflexão sobre estratégias de fortalecimento da RIS. O encontro também teve intuito formativo, levando para a roda de conversa os riscos dos agrotóxicos e transgênicos para a sociobiodiversidade do Semiárido.

Na programação também houve espaço para avaliar a gestão da Rede de Intercâmbio de Sementes, além da tradicional Feira de Intercâmbio de Sementes. Foram intercambiadas 130 variedades. Destaque para o jovem guardião de sementes, Micael, da comunidade Betel, que partilhou 28 tipos de sementes no encontro.

A RIS Centro Sul foi criada em outubro de 2016. Com este segundo momento reunindo todas as Casas de Sementes da região vinculadas à Rede, agricultoras e agricultores que a compõem conseguem dar mais um passo importante em esforços e aprendizados coletivos pela convivência com o semiárido, pela agroecologia e pela defesa de seus saberes e de seus territórios.

No related posts.