Os direitos e os avanços democráticos no Brasil, conquistados nas últimas décadas, são fruto das lutas populares. Nossa Constituição Federal de 1988 é um exemplo. Porém, hoje, vários direitos sociais, garantidos pela Constituição, correm o risco de serem usurpados por um congresso, judiciário e executivo que defendem os interesses de bancadas que só pensam em manter seu status quo de poder e de benefícios pessoais.

A sociedade precisa despertar para a organização popular, a resistência e a solidariedade entre os trabalhadores e trabalhadoras, camponeses e camponesas, comunidades originárias, comunidades tradicionais, que são os segmentos mais atingidos pelas atuais contra reformas trabalhista, da previdência, terceirização! Precisamos retomar a construção do Projeto Popular para o Brasil Plurinacional, onde um outro jeito de ser no mundo é possível: justo e solidário, onde a vida esteja em primeiro lugar.

Como diz o Papa Francisco: NENHUMA FAMÍLIA SEM CASA, NENHUM CAMPONÊS SEM TERRA, NENHUM TRABALHADOR SEM DIREITOS”! A LUTA É TODO DIA! NENHUM DIREITO A MENOS!

Essa luta é nossa! Vamos às ruas nesse dia 07 de Setembro e ousemos gritar: “Por direitos e democracia, a luta é todo dia!” e “Vida em Primeiro Lugar!”.

Concentração: Escola São José do Arpoador (Vizinho ao Seminário Nova Jerusalém-Pe. Caetano) – Rua Francisco Calaça – Bairro Colônia, às 8h – Caminhada segue pela Av. Leste Oeste até o MARCO ZERO.

PROGRAMAÇÃO – 07 de SETEMBRO

1. Concentração/Animação em frente à escola São José do Arpoador – Rua Francisco Calaça;
- Momento de mística e preparação para a caminhada pela Av. Leste Oeste;
2. PRIMEIRA PARADA – TEMÁTICAS: SAÚDE, PREVENÇÃO, SANEAMENTO E MEIO AMBIENTE;
3. SEGUNDA PARADA – TEMÁTICAS: EDUCAÇÃO, DEMOCRACIA E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ;
4. TERCEIRA PARADA – DESIGUALDADE SOCIAL: EXTERMÍNIO DA JUVENTUDE, VIOLÊNCIA, TRABALHO ESCRAVO, ETC… VIOLAÇÃO DE DIREITOS: REFORMAS TRABALHISTA, DA PREVIDÊNCIA, TERCEIRIZAÇÃO, ETC;
5. Encerramento e mística final no MARCO ZERO (Barra do Ceará).

OBS.: Pedimos que haja participação das pessoas na partilha final com pães. Também levem suas garrafinhas de água! Levem também suas bandeiras das lutas, cartazes, imagens de denúncias e anúncios!!!

Por Articulação do Grito dos/as Excluídos/as de Fortaleza. 

No related posts.