Quem ganhou de goleada nessa copa do mundo em Fortaleza foram os catadores/as de materiais recicláveis e resididos sólidos. Durante os seis dias de jogos e os 26 dias do Fan Fest na Praia de Iracema eles/as arrecadaram mais de 45.837 k de materiais como vidros, papéis, metais e plástico.

Os 100 catadores/as da Rede de Catadores de Materiais Recicláveis de Fortaleza e Região Metropolitana participaram de capacitação em “Segurança no Trabalho” e “Saúde do Trabalhador” e receberam uniformes e equipamentos de proteção individual (EPI). Eles ainda receberam alimentação, diárias e transporte para se deslocarem até os pontos de coleta. O trabalho dos/das catadores/as foi feito por meio de convênio entre Prefeitura e o Ministério do Meio Ambiente onde Fortaleza foi a primeira capital a firmar o convênio para inserir os/as catadores/as na Copa.

A atividade teve como objetivo a valorização do papel de catador, além da reciclagem e coleta seletiva dos materiais.

Todo material coletado foi encaminhado para o centro de triagem do bairro Bom Sucesso, pesado e doado para Rede de Catadores/as de Resíduos Sólidos e Recicláveis do Estado do Ceará através da Cooperativa de Catadores/as de Materiais Recicláveis de Fortaleza e Região Metropolitana.

Para a Presidente da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Fortaleza e Região Metropolitana (Coopmares), Charliany Morais, esse momento foi uma vitória de grande importância e um sucesso para a categoria. “Já desempenhamos essa função há muitos anos. É um reconhecimento e estamos felizes pela contratação que nos trouxe muitas oportunidades, além de contribuir para a preservação do meio ambiente do planeta”, ressaltou contente.

Mais informações das quantidades de materiais arrecadados nas outras capitais encontram-se no site: www.catasigcopa.com.br

Por Jeane Freitas, comunicadora Cáritas Regional

No related posts.