A segunda edição do Festival de Arte e Cultura organizado pela Cáritas Regional Ceará através do Programa Infância, Adolescência e Juventude da Cáritas Brasileira (PIAJ) reuniu mais de 150 crianças, adolescentes e familiares das comunidades do Genibaú, Parque Santa Rosa, Jardim Iracema e Jangurussú. O festival aconteceu na Escola Delma Hermínia da Silva Pereira no dia 20 de junho.

O festival é um espaço de expressão da cultura e da criatividade das crianças que se apresentaram com dedicação e de forma bastante organizada, o momento possibilitou o reconhecimento social positivo junto à comunidade onde vivem em contraposição a invisibilidade e a negação de seus direitos. As apresentações reuniram Boi-Mirin da cidade de Russas, capoeira, poesia, palhaços, teatro, música, banda de latas e reisados que deixaram um colorido no local.

Para Maria Erisvalda, mãe de uma das crianças acompanhadas pelo projeto no Jangurussú, o momento foi de grande oportunidade para as crianças aprenderem mais. “Eles gostam e é um incentivo para sair das ruas. Hoje eles têm a liberdade que nós não tivemos”, relata.

Outros Festivais e o PIAJ

O primeiro festival de Fortaleza que reuniu mais de 100 crianças aconteceu em 2012 na comunidade Jardim Iracema. O mesmo festival se repetiu na cidade de Russas onde reuniu mais de

120 crianças e jovens envolvidos no PIAJ.

O programa acontece desde 2003 e já atendeu inúmeras crianças das zonas rurais e urbanas, dentre elas filhos e filhas de catadores/as. Das várias ações realizadas destaca-se a formação e o fortalecimento desse público sobre a dimensão de seus direitos desenvolvidos a partir de dois projetos: Catando Cidadania e Juventudes no Semiárido. O primeiro, com filhas e filhos de catadoras/catadores, tendo como resultados a aproximação de jovens filhos de outros trabalhadores, e assim a diminuição do preconceito, a melhora da autoestima, a visibilidade ao trabalho dos pais e a construção e parceria de redes locais para defesa de direitos. E o segundo, com crianças e jovens do semiárido, que conseguiu sensibilizar e envolver 91 jovens sobre as temáticas da agroecologia e da agricultura familiar, implantação de hortas e quintas produtivos por grup

os de jovens, além do próprio resgate da identidade a partir da vivência no semiárido.

Para Patrícia Amorim, secretária da Cáritas Regional Ceará, a festa foi de grande demonstração de talento e protagonismo das crianças e jovens. “O festival de arte e cultura foi um grande momento celebrativo do PIAJ. É a culminância das ações de arte e educação e processos formativos desenvolvido com as crianças, adolescentes e jovens onde puderam apresentar seus talentos. A juventude também participou gravando um vídeo das apresentações. É nesse momento que conseguimos perceber o protagonismo das comunidades, a valorização da cultura local, o entrelaçar das vidas das crianças, adolescentes e jovens das comunidades urbanas e rurais acompanhadas pelo PIAJ”, concluiu.

Visita da delegação de Futebol da Alemanha

O festival contou também com a presença de representantes da delegação de Futebol da Alemanha que estão na c

idade para Copa e de Ana Moser da Kindermissionswerk entidade alemã que financia o PIAJ. A comitiva mantém visitas a projetos desenvolvidos por organizações sociais em cada local onde vão com o intuito de contribuir socialmente. Foi um momento significativo tanto para a comitiva quanto para os que estavam envolvidos no festival.

Eles também visitaram o galpão da Associação dos Catadores do Jangurussú (Ascajan), onde ficaram impressionados com a realidade e expressaram respeito pelo trabalho desenvolvido pelos catadores na coleta seletiva.

Wolfgang Niessbach, presidente da Confederação de Futebol Alemão, expressou seu sentimento como ”vai embaixo da pele. É um trabalho muito duro e o contraste social da cidade é muito grande”, disse.

Perguntamos o que ele pensava sobre o impacto social da Copa, mas ele se desfez de qualquer avaliação e disse que se não fosse a Copa também eles não estariam em Fortaleza conhecendo essa experiência.

A delegação era formada por representantes da Fundação ligada a Liga de Futebol e à Confederação de Futebol Alemão.

Por Jeane Freitas e Raquel Dantas, Comunicadoras Cáritas Regional Ceará

 

No related posts.