Os trabalhadores/as continuam acampados em frente à segunda etapa do perímetro irrigado Jaguaribe/Apodi e não recuarão enquanto as pautas de reivindicações não forem atendidas.

A ocupação acontece desde o último dia 5 de maio com a presença de vários camponeses daquela região que foram expulsos de suas terras e territórios por empresários donos de grandes empresas que comercializam desde a banana ao agrotóxico e contam com o apoio dos Trabalhadores do Movimento Sem Terra (MST).

A chapada do Apodi tem sido nos últimos anos espaço de disputa de empresários do agronegócio que tem causado grande destruição na vida das pessoas e do ecossistema por conta da exploração provocada pelas empresas no local.

Na semana passada uma comissão dos acampados veio até Fortaleza participar de audiência com Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS) que se responsabilizou em ajudar a pensar um plano unificado para resolver a questão, no entanto até agora às negociações caminham há passos lentos.

Na ocupação os trabalhadores/as vivem constantes momentos de tensão, no entanto resistem incansavelmente e esperam os resultados das reuniões e audiências, participando de momentos culturais, formações, celebrações, rezas e cantos. Crianças e idosos também permanecem no local e uma campanha foi lançada para arrecadação de alimentos e material didático.

 

Gestos solidários na ocupação

A solidariedade também entrou na luta, quem tiver alimentos (arroz, feijão, macarrão, massa de milho, café, água, etc) e material escolar (papel, lápis, caderno, giz, lápis de cor, borracha, tinta, etc) pode enviar para o acampamento ou entregar em alguns pontos de apoio em Fortaleza, como Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE) na Rua Aratuba, 01-A, Benfica, próximo ao IFCE da Avenida 13 de Maio das 8 às 18h; Centro de Humanidades II de história da Universidade Federal do Ceará (UFC) na Avenida da Universidade, 2762, Benfica das 8h às 17h ou Cáritas Regional Ceará na Rua Júlio César, 442, Jardim América das 8h às 18h.

As arrecadações poderão ser realizadas até o dia 16 de maio. Faça sua parte, mesmo a distancia.

Quem quiser fazer doação em espécie pode ser depositada na conta da CÁRITAS DIOCESANA DE LIMOEIRO atravé

s da AG:2253-5 C/C: 51.602-3 BANCO DO BRASIL.

Contatos:

SINDSIFCE (85) 32236370

C.A. História UFC (85) 3366 7748

Cáritas Regional Ceará (85) 3231 4783 / 9674 1669 (assessoria)

No related posts.