Quatro mil hectares de terra invadida por empresas nacionais e transnacionais do agronegócio foram ocupadas na manhã de ontem por famílias camponesas da Chapada do Apodi, que fica na divisa entre Ceará e Rio Grande do Norte.

A 2ª etapa do Perímetro Jaguaribe Apodí está ocupada e o canal que leva água para empresa Bananas do Nordeste S/A (Banesa) foi fechado e continuará fechado até que o governo Federal e Estadual atenda as reivindicações. Dentre os objetivos os trabalhadores/as querem denunciar o atual modelo de produção instalado na Chapada do Apodi; Exigir que o Governo Federal, representado pelo Ministério da Integ

ração Nacional/DNOCS, retire as empresas da área invadida e que o DNOCS destine a área da Segunda Etapa do Perímetro Jaguaribe-Apodi para os(as) agricultores(as) sem terra.

A ocupação se deu durante a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, Água e Território. Somente hoje mais de 100 famílias chegaram ao local para se somar as outras que já estão acampadas e o número não para de crescer.

As famílias que se organizam em torno da Chapada do Apodi resistem contra o agronegócio que se instalou naquela região desde a década de 80 e que nos últimos anos tem gerado morte e violência. Hoje a chapada é ocupada por cinco grandes empresas do agronegócio que extrai da região toda matéria prima e faz uso indevido de agrotóxicos contaminando vários canais de irrigação e provocando câncer nas pessoas e má formação genética em animais. A incidência de câncer chega a ser 38% maior do que em outros municípios de porte semelhante.

Ontem a noite na região do setor Lagoinha aconteceu uma grande assembleia onde esteve presentes mais de 100 agricultores/as, discutindo o direito ao ac

esso a terra e organizando sua participação na ocupação. A decisão dos agricultores/as da Chapada é permanecer com a ocupação até que se garanta a pauta de luta.

Várias ações se somam a ocupação como celebrações, atrações culturais, oficinas sobre diversas temáticas e intercâmbios com a juventude, além de participações em rádios, assembleia e rodas de conversas.

”A Chapada é nossa, a Chapada é do povo” Lutar e resistir pela Chapada do Apodi!”.

 

P or Jeane Freitas, Comunicadora Cáritas Regional Ceará

No related posts.